Tolerância

A história da humanidade é de muita luta e superação.

Vencemos as dificuldades da natureza, as intempéries, doenças, cataclismos e animais ferozes.

Infelizmente ainda não conseguimos vencer o egoísmo e orgulho que dominam os nossos interesses e falam mais alto que valores humanos básicos como respeito à diferença, por exemplo.

Segundo o dicionário tolerância é suportar, aceitar um elemento contrário à própria norma ou regra tida por aceitável ou correta.

É simplesmente respeito ao outro.

Sem isso impossível a vida em sociedade.

Em 2008 o curta de animação Tolerantia dirigido por Ivan Ramadan recebeu diversos prêmios pelo mundo, e utiliza o conflito entre dois gigantes como metáfora para a necessidade de dominação entre indivíduos e aponta para a dificuldade de relacionamento cada vez maior na sociedade.

A história se passa na Bósnia-Herzegovina e dispensa maiores comentários:

Precisamos rapidamente rever nossos conceitos e as regras de convivência! Senão…

Anúncios

A vida ensina!

Sim amigo. A vida ensina.

Estamos em uma experiência física, nascidos em uma corpo físico para uma temporária e curta viagem, mas não somos o corpo.

Já disse aqui repetindo Teilhard de Chardin que “não somos seres humanos vivendo uma experiência espiritual, somos seres espirituais vivendo uma experiência humana”.

Mas o que isso significa de concreto na minha vida? Por mais impactante que isso seja, não podemos esquecer a pergunta: qual o sentido disso? Qual o sentido da vida? Continuar lendo

Fazer a vida como ela é.

ver a vida

Hoje é o primeiro dia do último mês do ano de 2014.

Ao começá-lo não é só um mundo que está a seu dispor, mas vários mundos infinitas possibilidades.

Isso porque a forma como você vê o mundo fala mais de você do que do próprio mundo em si.

Você pode acordar e enxergar oportunidades ou apenas problemas.

A visão otimista ou pessimista está no observador, não no próprio fato em si mesmo.

Quem odeia algo, fala do que está em seu interior.

Quando digo que não suporto tal pessoa, tal comportamento ou tal situação falo mais de mim mesmo do que da pessoa, comportamento ou situação em si mesma.

A boca fala do que está cheio o coração

Sou o que penso e o que sinto. Sou o que julgo. Sou o que interpreto.

Portanto, está em mim a possibilidade de ver e fazer o mundo diferente.

Alegria ou amargura?

Otimismo ou pessimismo?

Oportunidade ou fracasso?

Condenar ou compreender?

A escolha é minha, só minha.

 

Sobre o estresse

Já escrevi algumas sobre estresse inclusive sobre um aspecto grave que estava sentindo, que é o cansaço, esgotamento e exaustão.

Sempre acreditei que estresse era algo secundário, mas percebo que é uma doença gravíssima.

Ontem li uma reportagem no UOL (cujo link está logo abaixo) que traz diversos aspectos interessantes, e dicas do dr. Fábio Gabas, médico especialista no assunto.

A dica que mais me chamou a atenção:

Qual o caminho das pedras? Para o médico, existem três pilares que precisam ser trabalhados: a fisiologia (cuidar da saúde, atacando o sedentarismo e eventuais desequilíbrios nutricionais e hormonais); as crenças (a forma de enxergar o mundo, que segundo ele pode ser trabalhada com técnicas que estimulam emoções positivas); e, por último, a coerência cardíaca (técnica que ajuda a gerenciar o estresse).

Leia a notícia completa:

http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2014/02/19/especialista-ensina-exercicio-que-ajuda-a-dominar-o-estresse.htm

Além de aspectos fisiológicos, a forma de enxergar os fatos da vida e as técnicas de “coerência cardíaca”, tais como respiração e meditação.

Cada dia confirmamos que estar de bem com a vida significa saúde e vida em abundância.