Discriminação? Racismo?

 

racismo

“Racismo não existe no Brasil”.

“Não somos racistas, veja a diversidade étnica no Brasil”.

Pois é.  Gostaria que estas frases refletissem a realidade tanto que fosse repetidas.

Nesta semana um cliente recebeu um valor a que tem direito no escritório e como de hábito não o fizemos nominal para que pudesse descontá-lo, caso quisesse.

Não era um valor expressivo, nem mesmo estava acima da margem que o banco usualmente liga para confirmar.

E não é que neste caso ligaram para confirmar se eu tinha emitido mesmo o cheque para a tal pessoa?

Ah, nesse ponto é importante eu informar que o cliente é negro.

A indignação das minhas colaboradoras que atenderam o telefonema da funcionária do Banco é justa. Afinal, não ligam e nunca ligaram com este procedimento para outros clientes, porque justamente este?

Provavelmente a pessoa sequer percebeu que os minutinhos que o funcionário foi para “dentro” da agência, afastando-se do caixa foi por esse motivo.

Provavelmente ele nem percebeu o ato discriminatório.

Provavelmente você poderá achar que isso é um fato corriqueiro e comum.

E certamente eu vou discordar porque isso é racismo sim.

De fato, estamos mesmo precisando de não um, mas de todos os dias de “consciência humana”, para compreendermos que somos iguais na essência.

Um interessante vídeo veiculado nos últimos dias contém um dado interessante que é a prática racista em comentários na internet, é só clicar no link abaixo. Osegundo link é um editoral sobre o assunto:

http://tvuol.uol.com.br/video/vocefazofuturo–racismo-04024E983860DC915326

http://noticias.uol.com.br/publieditorial/vocefazofuturo/novembro

Uma pessoa mau caráter não vai mudar o meu padrão de comportamento“. Rincón Sapiência.

Leia também: Negro e Genial

 

Anúncios

Retrato da intolerância

XENOFOBIA 1

Terminada a eleição recomeçou a grita dos que não viram a sua candidatura eleita e mais uma vez vimos o quanto o conceito e exercício da democracia e da própria cidadania são frágeis por aqui.

Parecem até criança que faz birra porque não foi atendida nos seus caprichos. Infantil e imaturo são termos mais gentis para o comportamento.

A irracionalidade e a estupidez são tão evidentes que somente muito orgulho e incapacidade de autoanálise para não perceber que as agressões a quem pensa de forma diferente é uma atitude sem qualquer lógica e bom senso.

As propostas ridículas de separação (sic) de São Paulo “do resto do país”, construção de muro para dividir o Brasil são reflexos desta cultura de intolerância.

De outro lado estas manifestações são interessantes, instrutivas e educativas, pois nos dão uma noção do quanto ainda somos intolerantes e cultivamos o ódio no Brasil, fornecendo um diagnóstico do mal que evidentemente existe.  Continuar lendo