Simplicidade

Compartilho excelente post do Blog de Flávio Siqueira.compartilhar

Lembrei de duas frases:

Simplicidade é o que há de mais sofisticado! Leonardo da Vinci

A simplicidade é o último degrau da sabedoria. Khalil Gibran

Visite o blog.

Simplicidade

Sei que temos uma vida agitada.
Sei que temos mil coisas na cabeça, que as cobranças vem de todos os lados, que nem sempre convivemos com quem gostaríamos e as vezes as pessoas nos decepcionam.
Sei que o trânsito é ruim, o aquecimento global uma realidade, a imbecilização da media um fato. As vezes a grana falta, o trabalho some, o que era para ser fácil fica com cara de difícil.
Sei que nem sempre as coisas são fáceis e aí, o pior acontece: A gente perde a simplicidade de olhar.
Hoje eu quero muito que você fique com isso na cabeça, se questionando e cobrando um resgate de algo que nunca podemos abrir mão.
Quando os olhos são simples, o peso do que parecia ser insuportável ganha inesperada leveza.
Os melhores sons, aqueles que dão novo sentido pra gente, não vem dos grandes tumultos, mas da simplicidade de nossa natureza interior, como se fossem bolinhas de madeira caindo em bambus com harmonia e beleza.
Veja o video abaixo e pense no que leu.
Tomara que seja o que precisa para hoje.
Simples assim.

Anúncios

Fala-nos dos filhos

Meus Filhos

Eu e minha família estamos vivenciando uma situação diferente.

É que Gabriel, meu filho mais velho (18 anos), se mudou há um mês para uma cidade no interior do Paraná, Cornélio Procópio, para cursar faculdade de engenharia de controle e automação na UTFPR.

Trata-se de uma cidade pequena, com cerca de 50 mil habitantes. Muito bonita, limpa e calma.

Vista parcial de Cornélio Procópio

Vista parcial de Cornélio Procópio

Aliás, notamos uma curiosidade: a cidade toda fica com um cheiro agradável de café em razão de uma grande indústria de torrefação de café (Café Iguaçu).

Mas o que motivou esta postagem é justamente esta mudança de ciclo, de saída do lar pelos filhos.

É uma sensação diferente, um misto de alegria pelo dever cumprido, com tristeza pelo distanciamento.

Nosso relacionamento com os filhos é muito intenso, com muita conversa, muita troca, e acho que por isso sentimos tanto.

Mas nós sempre entendemos que a paternidade/maternidade é a maior tarefa que podemos desempenhar neste mundo.

E justamente por isso, fez tanto sentido um conhecido texto de Gibran Khalil Gibran, no não menos famoso livro O Profeta.

Quando perguntado por uma mãe, “fala-nos dos filhos”, disse o Profeta:

“Vossos filhos não são vossos filhos.

São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesmo.

Vêm através de vós, mas não de vós.

E embora vivam convosco, não vos pertencem.

Pode outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos;

Porque eles têm seus próprios pensamentos.

Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;

Pois suas almas moram na mansão do amanhã, que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.

Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós,

Porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.

Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vidas.

O Arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda Sua força para que Suas flechas se projetem, rápidas e para longe.

Que vosso encurvamento na mão do Arqueiro seja vossa alegria:

Pois assim como Ele ama a flecha que voa, ama também o arco que permanece estável.

É isso aí Gibran. Obrigado pelas dicas. Nunca este texto fez tanto sentido para mim.

Esperamos que tenhamos sido bons arcos. E que o Supremo Arqueiro nos abençoe a todos para possamos cumprir com nossos objetivos e funções na vida.