Estudante sou.

Estudante sou. Nada mais. Mau sabedor, fraco jurista, mesquinho advogado, pouco mais sei do que saber estudar, saber como se estuda, e saber que tenho estudado. Nem isso mesmo sei se saberei bem. Mas, do que tenho logrado saber, o melhor devo às manhãs e madrugadas. Rui Barbosa

Em 18 de dezembro de 1996 eu recebi meu diploma de graduação em direito.

Foi um misto de alegria, uma incrível sensação de vitória e uma grande responsabilidade. Sim, porque pobre, filho de pais incultos (trabalhadores mas sem instrução formal) o risco de o diploma ficar apenas dependurado em uma parede é muito grande. Continuar lendo

Anúncios

Quando a Justiça prevalece sobre o Direito

Teu dever é lutar pelo direito; porém, quando encontrares o direito em conflito com a justiça, luta pela justiça. Eduardo Couture

Apesar de ter vindo a público em 2012, li há poucos dias este interessante caso.
Não vou resumi-lo, porque vale a leitura integral da petição feita por um advogado consciente do que seja Direito e Justiça.
Nem sempre vale a pena ter razão.

Ritual de amor

Certamente você já viu um asilo para idosos.

Igualmente sabe que existem muitos abrigos para crianças, órfãos ou que estejam em situação de risco.

Porém, apesar destas obras emocionarem quem lhes conheça, não é uma obra do bem puramente consideradas.

São obras necessárias em razão da dureza dos nossos corações, parafraseando o Cristo.

O ideal seria que cada idoso vivesse com seus familiares, assim como toda criança deveria ser criada com uma família.

Infelizmente a nossa realidade ainda está longe disso.

No ano passado eu e minha esposa tivemos a alegria de participar de um curso para pessoas interessadas em adoção, conforme exige a nova legislação.

E foi com muita satisfação que vimos que aqui em Passos o número de interessados está cada vez maior.

Reflete a situação nacional, pois no cadastro nacional de adoção existem 6.000 crianças cadastradas disponíveis para adoção, enquanto há mais de 30.000 interessados em adotar.

Matematicamente é uma conta simples, e a situação é aparentemente simples.

O problema é que a maioria dos interessados quer crianças brancas de até 3 anos de idade.

Embora esta exigência esteja diminuindo, a experiência nos mostra que isso é fruto de ignorância, preconceito e falta de informação.

A situação é grave e na minha percepção o Poder Público (em todas as esferas!) não tem feito um trabalho com a dedicação que o tema exige.

Isso porque quanto mais o tempo passa, mais difícil é para que uma criança seja adotada.

Aqui em Passos para se ter uma ideia, existem cerca de 60 crianças vivendo fora do seu ambiente familiar. Estão em abrigos, na casa lar ou com famílias de apoio.

Destas somente 7 adolescentes estão disponíveis para adoção (acesso em 19/03/2013).

Você também poderá fazer esta consulta acessando o site do Cadastro Nacional de Adoção.

São 3 do sexo feminino e 4 do sexo masculino. 1 branca, 3 pardas e 3 pretas. 1 acima de 15 anos, e as demais entre 11 e 15.

E você sabe qual a probabilidade destas crianças serem adotadas e viverem em um lar com família e tudo o que qualquer ser humano tem direito, e que a quase totalidade dos leitores teve?

Quase nenhuma.

Existem muitas iniciativas interessantes, como esta do apadrinhamento afetivo mostrada no vídeo, existem muitas pessoas que se doam e amam de verdade.

Como uma mãe que fala na reportagem abaixo: “filho, você nasceu do coração”.

O título desta postagem é tirado da fala emocionante de uma mãe, que estabelece um ritual de amor diário com seus filhos do coração. E encontrou a felicidade no ato nobre e puro de amar.

Esta reportagem foi realizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), e eu lhe peço que assista com atenção:

A grande e básica pergunta é: e se você no lugar da criança, o que gostaria que fizessem por você?

Para saber mais sobre adoção acesse:

Portal da Adoção

Adoção Brasil

Cadastro Nacional da Adoção

OBS.: Acho que o link do vídeo estava errado. só vi as 13:15 e já corrigi.