Alcançando metas

meta

Ter uma meta sem um plano de ação é o mesmo que sonhar acordado. Nathaniel Branden.

Coisa interessante acontece quanto se atinge uma meta.

Se há um planejamento eficaz, atingir uma meta é sempre um patamar para uma tentativa maior.

As metas existem para serem concretizadas, e a satisfação e a comemoração necessárias deve durar o tempo necessário para tomar fôlego e começar a nova etapa.

Nesta última semana inaugurei escritório novo. Depois de um período de indefinição, de repensar caminhos, de intensa reflexão sobre objetivos e sentido de vida, cheguei à conclusão que não se pode fugir daquilo para o que se nasce, embora seja possível, saudável e desejável que ocorra uma mudança e adaptação no formato.

O profissional liberal vive em um ambiente incerto, a advocacia conta ainda maiores dificuldades por que não é uma atividade mercantil, e tem limitações a respeito de marketing, propaganda, etc.

Durante muito tempo eu ficava pensando no que eu NÃO queria para mim, e isso ficou me atormentando. Quando estabeleci as metas que eu gostaria de alcançar e os objetivos que gostaria de atingir, o cenário ficou um pouco mais claro.

A prestação de serviço que acredito na advocacia vai muito além da orientação jurídica e defesa em processo, mas uma prestação de serviços com foco no ser humano que o procura, não em seu problema. Para isso, imagino uma gestão do escritório de advocacia com ferramentas modernas. Mas isso é assunto para outro dia.

E depois de estabelecida a meta, o negócio é mão na massa, agir e colocar o plano em ação.

Por isso, compartilho este momento de muita alegria para mim que é o de alcançar uma parte dos objetivos, e confiante de que os próximos passos a serem concretizados são questão de tempo também.

Oportunamente escreverei mais sobre o tema e com mais detalhes do plano.

Anúncios

Dica de filme: Eu Maior

Há pouco mais de um ano tomei conhecimento de um interessante e atraente projeto que envolve muita coisa do que acredito nesta vida: autoconhecimento, questões que transcendem os sentidos materiais, cultura, arte, produção colaborativa, distribuição democrática e livre.

É o filme Eu maior que estreou ontem.

Escrevi sobre o projeto aqui em 15/11/2012 que pode ser lido no link abaixo:

https://eldercardoso.com/2012/11/15/eu-maior/

Trata-se de um filme sobre autoconhecimento e busca da felicidade, conforme o seu subtítulo. Foram entrevistados trinta personalidades, incluindo líderes espirituais, intelectuais, artistas e esportistas.

Ontem estreou em uma plataforma inovadora somente no que inclui cinema,
DVD e Blu Ray, download e streaming (Youtube). E no youtube foram 35.000 visualizações do filme somente no primeiro dia.

O filme foi produzido por meio de crowndfunding, e contou com patrocínio de mais de 600 pessoas físicas e pode ser assistido gratuitamente no canal do filme ou na sua própria página nos links abaixo:

 

Assista ao filme, reflita sobre seu conteúdo, emocione-se e busque entender os motivos por que está aqui, qual o sentido (há um sentido?), e pense e repense sua vida, e compartilhe suas opiniões comigo!