Faça do estresse um aliado

Bem, hoje o texto é para elas.
Nos últimos cursos que participei, eram maioria. 
São maioria para acompanhar este blog, tanto no WordPress quanto pelo Facebook.
Portanto, nada mais natural que esta postagem direcionada para mulheres.
Porém, adaptando-se o que for necessário percebemos que a autora consegue retratar uma realidade comum que independe de sexo e qualquer outra convenção.
Como visto em o DM – MArketing Digital
Contatos da autora do texto Priscilla de Sá: Facebooksite pessoal e meu Twitter

Estressada? Parabéns! Antes de jogar tudo para o alto, experimente fazer do estresse um aliado

Por Priscilla de Sá
Escrevo para quem quer mudar de vida. Para quem não aguenta mais ter hora para entrar e não para sair do trabalho, e que nunca vai para casa sem pendências. Galgou responsabilidades, uma posição material confortável, e agora quer largar tudo porque não suporta a pressão.

Quando uma mulher diz que vai entregar o cargo, o carro e a aliança, eu proponho exercitarmos outra visão.

Estresse nada mais é que a percepção de que a exigência é maior que a competência.

Quem diminui a exigência, ao invés de aumentar a competência, abraça uma vida sem desafio. E o tédio – pode apostar –  também é um fator estressante.

Se você analisar os melhores eventos da vida, vai ver que eles implicam desequilíbrio. Eu e você sabemos que  não há paixão sem risco de sofrer, festa sem imprevisto, lua-de-mel (das boas) sem cistite, maternidade sem olheiras, negócio próprio sem dor de cabeça.

Quem leva uma vida preservada demais acaba por colecionar uma série de não-títulos: não-supervisora, não-mãe, não-turista, não-feliz proprietária

E por que vivemos subaproveitadas? Porque não queremos repetir o erro das profissionais dos anos 80, aquelas que pagaram com a saúde e a felicidade por um estilo de vida hardcore.

mulher estressada

Como a geração que veio depois, também defendo o sucesso sustentável, desde que concordemos com a turma das ombreiras em um ponto: trabalhando oito horas por dia e dormindo oito horas por noite, não se produz nada significativo.

Então, o nosso aprendizado é equacionar exigência e competência, intercalando períodos de alerta e relax, avanço e consolidação. Se isso faz sentido para você, experimente:

  1. Selecionar as exigências: Mais importante que fazer a coisa certa, é fazer pelo motivo certo. Sua agenda diária condiz com sua agenda de vida? Pesquise o seu propósito e se você decidir vender biquíni brasileiro em uma praia europeia, que seja por um chamado de alma, não por medo ou pirraça.
  2. Ampliar as competências: Liste todas as atividades que te sugam. No tempo em que eu cursava o Magistério (fugindo de Exatas, virei uma não-professora), as escolas emendavam o dia das crianças ao dos professores. Era a semana do saco-cheio, que vinha bem a calhar, antes das provas finais. Na ocasião, eu e minha amiga Gabé fazíamos a lista do saco-cheio. O desabafo era terapêutico, mas eu aprendi depois, como coach, que é preciso transcender a reclamação – delegar o que não tem de ser feito por você e desapegar do que não precisa ser feito por ninguém. Se agenda lotada é uma certeza, o segredo das estressadas do bem é lotar com qualidade.
  3. Ter acabativa: Dos projetos engavetados, escolha um para concretizar. Empregar energia em obras inacabadas desvia neurônios do que importa.
  4. Liderar o time do coração: Mostre a quem você ama as vantagens futuras da fase de sobrecarga. Assim que puder, recompense-os com uma experiência intensamente compartilhada. Afinal, no melhor dos dois mundos, ser bem sucedida está longe de ser forever alone.

Priscilla de Sá é jornalista, psicóloga e coach de carreira. Conduz programas de coaching e palestras específicas para mulheres.

Anúncios

Muito obrigado por compartilhar sua opinião. Em breve seu comentário estará publicado. ESpero que tenha marcado o item "seguir comentários" para saber o que outras pessoas estão falando também. Ah, e se quiser: siga o blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s