Ao menino na caixa de papelão!

Menino!

Foto de Helder Almeida. www.clicfolha.com.br

Foto de Helder Almeida. http://www.clicfolha.com.br

Você ainda não tem nome, mas já é bem conhecido nesta cidade.

Bem vindo a este mundo estranho.

Mas, cuidado!

Cuidado com o que você assimila do que ouve e do que sente.

Ontem mesmo, quando você chegou, causou um rebuliço danado.

Ouvi muita gente comentando a seu respeito.

Mundo esquisito. Parece que estamos no lugar errado.

Cheio de gente perfeita, que não erra, que é boa e ágil para condenar.

Cheio de pessoas aptas a atirar a primeira pedra.

Pois é. Sabe a moça que te trouxe ao mundo? Eles a estão chamando de coisa, de monstro, de isso e aquilo. Mas, também estão te desejando sorte, felicidade, uma família, e muita felicidade neste mundo.

Guarde os últimos votos e esqueça os primeiros gritos.

É que neste mundo de hoje tá fácil descartar o que não se quer. Tem muita gente “bem nascida”, que tem dinheiro, que tem pai, mãe, casa e comida todo dia, e quando engravida mata o bebê na barriga para não atrapalhar os estudos, o corpo, a família.

Não sei o que aconteceu com a sua mãe. Mas posso presumir.

Por isso, menino, ore por ela. Agradeça por não haver te matado, e lhe ter dado uma chance, que você aproveitou.

Ah, e também perdoa. Ela não sabe o que faz. Quem deixa uma criança na rua não está bem. Ela está precisando de ajuda.

Houve um Homem uma vez que convidou os sem pecados a atirar a primeira pedra.

Já disseram que quando nasce uma criança, o mundo começa outra vez. É renovada a esperança em um mundo melhor.Eu não tenho condições de atirar nem a última, que dirá a primeira!

Por isso, você que renasceu ontem, faça o mundo novo, melhor, mais solidário, para que em um futuro próximo todas as mamães possam ter condições de ficar com seus bebês.

Seja bem vindo, menino!

Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra. Jesus (João, 8, 7)

Veja : http://www.clicfolha.com.br/noticia/23046/bebe-recem-nascido-e-encontrado-em-caixa-de-papela
o

Anúncios

33 pensamentos sobre “Ao menino na caixa de papelão!

  1. Parabéns Elder, Realmente lindo o texto. Me surgiu uma dúvida que você pode me esclarecer. Neste caso do bebê abandonado na caixa de adoção como a Justiça procede para encaminhá-lo à adoção? Ele é realmente encaminahdo à adoção? Só quem está na fila de espera é que tem direito?

    Curtir

    • Valeu Danilo.
      Neste caso deverá ocorrer uma investigação para encontrar a família. E há uma orientação para se esperar um determinado tempo para colocar a criança para adoção, pois a mãe pode arrepender e a justiça entender que ela tem condições de cuidar.
      No caso de se decidir pela adoção, a criança irá para o primeiro casal cadastrado, na “fila”.
      Ontem já vieram me perguntar se não tinha como ver se poderiam ficar com este bebe…rs.
      Abraço

      Curtir

  2. Oi Helder. Tatiana do Denninho. Excelente colocação. Digo mais, se eu o tivesse achado, quem sabe não o teria entregue aos policiais?!!!… Acho que eu cuidaria e daria amor como se fosse aos meus… Uma criança dessa será muito bem quista nesse mundo de meu Deus. Seja bem vindo “menino”.

    Curtir

    • Oi Tatiana.
      Obrigado pela visita e pelo incentivo.
      É uma situação muito difícil. Conheço muita gente que ficaria balançado e ficaria com a criança.
      Mas neste momento é preciso fazer o certo, não é mesmo?
      A intenção foi justamente de enviar boas vibrações para este que acaba de chegar.

      Curtir

  3. Bom dia amigo,esse texto me faz refletir o quanto somos mesquinhos e hipócrita, julgamos pela aparência, apontando o defeito do outro e se esquecendo dos nossos.. Bom, é mais confortável pra nós criticar e julgar do que ajudar e servir.Maravilhoso texto… Fica dica!!!bjuss

    Curtir

  4. Elder, perfeita sua colocação. Tenhamos mesmo compaixão desta mulher e de tantas outras famílias que matam seus filhos, algumas sem lhes tirar a vida física, mas matam seu caráter, sua alma boa, suas emoções, seu futuro… Grande abraço.

    Curtir

  5. Fiquei emocionada ao ler sua reflexão. As pessoas costumam apenas julgar as atitudes sem compreender o que realmente leva uma pessoa a agir desta forma.
    Feliz por saber que existem pessoas que conseguem ver “o outro lado da moeda”. Abraços.

    Curtir

  6. Pingback: De novo, o bebê. | Elder Cardoso

Muito obrigado por compartilhar sua opinião. Em breve seu comentário estará publicado. ESpero que tenha marcado o item "seguir comentários" para saber o que outras pessoas estão falando também. Ah, e se quiser: siga o blog.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s